XI FICA – Festival Internacional de Cinema Ambiental

90 filmes com temática ambiental produzidos em 13 países. Esse é o saldo do XI Festival Internacional de Cinema Ambiental (FICA), em exibição na Cidade de Goiás. A questão ambiental está presente em vários segmentos da sociedade. O festival é uma prova da importância e urgência do tema no mundo . A 11ª edição começou na terça-feira, 16, na acolhedora Cidade de Goiás, a 320 km de Brasília. Durante seis dias, estarão sendo exibidas mais de 90 produções de 13 países como França, Itália, Dinamarca, Grécia, Irã, Estados Unidos e China. Desse total, 31 títulos concorrem na mostra competitiva, sendo 12 deles nacionais.

Foram mais de 500 filmes de 55 países inscritos neste ano para a mostra. O retorno encontra respaldo não apenas pela premiação generosa — a maior da América Latina para uma mostra temática, R$ 240 mil, mas também pela organização do evento, que leva entre 20 e 30 mil pessoas todos os anos à cidade.

As discussões, este ano, estão relacionadas às problemáticas como a extinção de espécies, a séria questão das mudanças climáticas, a escassez de água potável e dos recursos naturais, além dos impasses causados por produtos químicos em acidentes de trabalho ou na guerra. A Amazônia e o Cerrado também serão focos de discussões.

Uma das novidades este ano é o peso dado aos debates dentro do fórum. Questões mundiais que estão nas pautas dos principais jornais do país e do mundo serão discutidas com a participação de profissionais de renome internacional. Entre os convidados das mesas-redondas estão a colunista do jornal O Globo Miriam Leitão, o norte-americano Eric Davidson, pesquisador da Nasa e o crítico e teórico de cinema Ismail Xavier, também encarregado de tocar os cursos de cinema.

Outra novidade é a mostra paralela só com animações para sensibilizar cada vez mais a participação dos jovens para o tema. O diretor de Tropa de elite, um dos filmes mais comentados de 2008, José Padilha aproveita o evento para lançar no festival o seu mais recente projeto, o documentário Garapa.

O público poderá acompanhar as informações pelos sites: www.radioe.com.br e www.fica.art.br.

A iniciativa é uma parceria entre a Agência Goiana de Cultura (Agepel) e Rádio E que visa a difundir a divulgação do Festival para o mundo, visto que a internet tornou-se o recurso de maior dinamismo e alcance na área da informação.

Ouça o programa na Rádio Cultura (FM 100,9) na sexta-feira, 19 de junho,  às 17h. O CULTURA AMBIENTAL vai ao ar por volta das 17h, 17h30.

Link para a faculdade Unicesp/Soebrás.

Anúncios

Uma opinião sobre “XI FICA – Festival Internacional de Cinema Ambiental”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s