Dicas para evitar o desperdício

Algumas pessoas pensam em deixar um planeta melhor para os filhos, mas ninguém pensa em deixar filhos melhores para o planeta… Uma criança que aprende o respeito e a honra dentro de casa, que recebe o exemplo dos próprios pais, torna-se um adulto comprometido, inclusive em respeitar o planeta onde vive.

A proposta do cultura ambiental de hoje é relacionar pequenas ações individuais que reduzem os impactos sociais e ambientais da existência de uma pessoa. O que você, como indivíduo, independentemente de outras pessoas, organizações, leis ou governos pode fazer em sua casa ajudando a educar as gerações futuras.

A primeira dica é: Não jogue óleo lubrificante na sua rede de esgoto. Ele vai chegar a um rio e depois ao mar, podendo causar muitos danos como a morte de plânctons, mariscos, mamíferos e aves marinhas. Os postos de gasolina encaminham periodicamente os resíduos da troca de óleo de volta às refinarias. Lá eles são processados em outros produtos, como a graxa, por exemplo. Se você trocar seu óleo em casa, guarde o óleo velho e o entregue num posto de gasolina.

Aproximadamente 90% do óleo que polui os mares tem origem nos restos industriais e municipais. Os navios contribuem com 10%, sendo que a maior parte vem da lavagem dos tanques e liberação de lastros de óleo e não de acidentes com vazamentos, como se imagina. Na realidade os grandes vazamentos de óleo, embora catastróficos, no total respondem por uma quantidade muito pequena da poluição marítima.

Quanto à alimentação, dê preferência a produtos produzidos na sua região. Os produtos que vêm de fora fazem o dinheiro sair da cidade e dificultam o desenvolvimento econômico local. Aqui no Distrito Federal existem várias feiras que funcionam nos fins de semana com produtos locais, produzidos por pequenos agricultores. Temos a feira do produtor de Vicente Pires, outra na Ceilândia, e também em Planaltina, São Sebastião e Brazlândia. Nessas feiras, prefira consumir alimentos orgânicos. É um pouco mais caro, mas se você parar para pensar, é o aumento do consumo que vai fazer o preço do orgânico ser reduzido.

Eles são melhores para a saúde pois, contém menos produtos químicos; são melhores para a terra, porque o método de produção não reduz a fertilidade natural nem a biodiversidade do solo e não contaminam as águas pelo uso de fertilizantes ou agrotóxicos petroquímicos que são carregados pela chuva para os lençóis freáticos e os rios.

Consuma menos carne vermelha. O gado confinado no mundo consome metade da produção de grãos; O gado solto, como é o caso do Brasil, promove o desmatamento para o plantio de pasto. Em ambos os casos, a produção de 1 Kg de carne consome 200 litros de água potável. O mesmo 1Kg de frango consome apenas 10 litros de água.

De acordo com a Organização das Nações Unidas, cada pessoa necessita de cerca de 110 litros de água por dia para consumo e higiene. No Brasil, o consumo por pessoa pode chegar a mais de 200 litros/dia. O banho deve ser rápido.15 minutos? Nem pensar! Cinco minutos são suficientes para higienizar o corpo.

O banho de ducha por 15 minutos, com o registro meio aberto, consome 135 litros de água. Se fecharmos o registro, na hora de ensaboar o corpo, e reduzimos o tempo para 5 minutos, o consumo cai para 45 litros. Com o chuveiro elétrico, em 15 minutos são gastos 45 litros. Reduzindo para 5 minutos, o consumo cai para 15 litros.

Essa dica é impressionante! Se uma pessoa escova os dentes em cinco minutos com a torneira não muito aberta, gasta 12 litros de água. Mas se ela molhar a escova e fechar a torneira enquanto escova os dentes e, melhor ainda, se enxaguar a boca com um copo d’água, consegue economizar mais de 11,5 litros de água. Ou seja, o gasto é de apenas meio litro…

Você sabia, que ao utilizar um copo d’água, são necessários pelo menos outros 2 copos de água potável para lavar esse copo? Por isso mesmo, combata o desperdício em qualquer circunstância.

Lavar louça com a torneira meio aberta durante 15 minutos, gasta 117 litros de água. Com a economia o consumo pode chegar a 20 litros. Uma lavadora de louças com capacidade para 44 utensílios e 40 talheres gasta 40 litros. O ideal é utilizá-la somente quando estiver cheia.

Junte bastante roupa suja antes de ligar a máquina ou usar o tanque e procure utilizar a lavadora de roupas no máximo três vezes por semana. Se você usa o tanque, deixe as roupas de molho e use a mesma água para esfregar e ensaboar. E aproveite a água do enxague para lavar o quintal ou a área de serviço.

No tanque, com a torneira aberta por 15 minutos, o gasto de água pode chegar a 279 litros. A lavadora de roupas com capacidade de 5 quilos gasta 135 litros. O ideal é usar somente com a capacidade total.

Essa é para quem tem piscina em casa! Uma piscina de tamanho médio, exposta ao sol e à ação do vento, perde aproximadamente 4 mil litros de água por mês pela evaporação. Isso é suficiente para suprir as necessidades de água potável (para beber) de uma família de 4 pessoas por cerca de um ano e meio aproximadamente, considerando o consumo médio de 2 litros / habitante por dia. Com uma cobertura de encerado ou material plástico, a perda é reduzida em 90%.

É isso aí pessoal, essas são as dicas que o Cultura Ambiental trouxe hoje para vocês!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s