Gráficas recebem as primeiras licenças ambientais

O presidente do Ibram fez a entrega das licenças ambientais em cerimônia na FIBRA-DF. O licenciamento está sendo feito em mais 40 empresas do DF. Na cerimônia de entrega, Souto Maior destaca a importância das empresas se licenciarem e elogia as duas servidoras que se empenharam no licenciamento.

colaboração de Simone Cavalcante, aluna de Gestão Ambiental da Faculdade Unicesp

A parceria entre o Instituo Brasília Ambiental (Ibram) e o Sindicato das Gráficas do Distrito Federal (SindiGraf), com o apoio do Sebrae/DF resultou no início do processo de licenciamento das indústrias do setor. O licenciamento dessas empresas é comemorado como uma vitória para o Ibram, pois os resíduos são altamente poluentes e jamais houve qualquer decisão de governo com o objetivo de cumprir a legislação e concretizar ações para mitigar os danos ambientais por meio da destinação adequada dos resíduos e outras condicionantes.

Para celebrar o resultado dessa parceria com o setor empresarial, o presidente do Instituto Brasília Ambiental (Ibram), Gustavo Souto Maior Salgado, entregou, em solenidade realizada na Federação das Indústrias do DF (Fibra-DF) as seis primeiras licenças ambientais às empresas do setor gráfico.

“Essa parceria é inédita na área ambiental e mostra como é possível a união do Estado com as empresas para traçarmos o rumo do desenvolvimento sustentável e garantir qualidade de vida para as futuras gerações. O licenciamento não deve ser visto como um obstáculo. É importante cumprir a legislação, pois dessa forma estamos defendendo o futuro e protegendo o meio ambiente”, destacou Souto Maior.

O presidente do Ibram também fez questão de evidenciar o empenho e profissionalismo das duas técnicas da Superintendência de Fiscalização e Licenciamento do Instituto, Silvana Andrade  e Paula Romão estão trabalhando arduamente no licenciamento do setor gráfico”. No processo de licenciamento, a parceria do SEBRAE/DF viabilizou o Plano de Controle Ambiental (PCA), que já permitiu às gráficas perceberam uma economia nos seus gastos e melhoria na gestão empresarial.

“Precisaríamos de um número muito maior de técnicos para dinamizar o licenciamento ambiental das empresas. Como somos um órgão novo e só agora, depois de 17 anos, o Distrito Federal teve um concurso público que irá melhorar um pouco a gestão ambiental, destaco a dedicação e conduta exemplar dessas servidoras no processo de licenciamento, imprescindível à qualidade de vida da população”, ressaltou Souto Maior.

O licenciamento das empresas contou ainda com a parceria da Apoena Soluções Ambientais que desenvolveu um guia de Medidas de Controle Ambiental para Indústrias Gráficas, visando facilitar o acesso à informação, além de colaborar no controle dos impactos negativos inerentes à atividade do setor. O manual explica em linguagem simples todos os procedimentos necessários a serem cumpridos pela empresa para o correto e pleno andamento do empreendimento a ser licenciado.

Na ocasião da entrega dos primeiros certificados de licenciamento, o presidente do Sindicato das Gráficas do DF e membro da Comissão Ambiental da Fibra-DF, Antônio Eustáquio de Oliveira, também deu ênfase à importância do licenciamento ambiental para a garantia das futuras gerações e conclamou o empresariado do DF a cumprir as normas ambientais exigidas pela legislação ambiental brasileira, uma das melhores do mundo.

O diretor do Sebrae no DF, José Carlos Moreira De Luca, enfatizou os resultados positivos que as empresas, Sebrae e órgão ambiental estão alcançando com essa união em torno das questões ambiental e da sustentabilidade dos negócios no DF.

“Há muito tempo que o Sebrae queria este momento de união e parceira em torno de uma questão tão importante com a ambiental. Se o Sebrae faz algo é porque temos empresas como a de vocês interessadas. Isso nos anima. Temos uma preocupação ambiental e é nesse espírito que vamos nos unir para dar sustentabilidade aos negócios e ao meio ambiente”, disse De Luca, ao se referir à entrega das licenças ambientais, fruto de parceria do Sindigraf, Ibram e Sebra no DF.

A entrega das licenças foi feita pelo presidente do Ibram a empresas como Cidade Gráfica e Editora, Copacabana Gráfica e Editora, Caco Gráfica e Editora, entre outras.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s