Dia Mundial sem Carro 2010

É engraçado e triste, mas parece que este ano o Dia Mundial sem Carro foi pouco falado. Hoje tivemos matérias, mas e ontem, semana passada? Como as pessoas podem estar preparadas para um evento se a mídia não divulga com antecedência datas como essas? Mais pessoas poderiam deixar seus carros na garagem se soubessem da informação.

No ano passado uma equipe de jornalistas do Portal UOL realizou uma ação muito bacana. Na semana em que é comemorado o Dia Mundial Sem Carro (22 de setembro), uma equipe de jornalistas do UOL que costuma usar carro diariamente abriu mão de seus veículos para observar e comparar as vantagens e desvantagens de viver no dia-a-dia usando transporte coletivo, bicicleta ou outros meios alternativos para se locomover. Diariamente as impressões dos cinco jornalistas foram publicadas neste blog: http://especialtransito.blog.uol.com.br. Muito bacana, vale a pena ler!
Veja reportagem publicada hoje no Portal G1

No Dia Mundial sem Carro, ciclistas fazem protesto no Distrito Federal

Manifestantes percorreram cerca de 20 quilômetros até o centro de Brasília. O protesto era contra o cancelamento da construção de uma ciclovia.

Um grupo de ciclistas aproveitou o Dia Mundial sem Carro para fazer uma manifestação no Distrito Federal nesta quarta-feira (22). O ‘bicicletaço’, que percorreu aproximadamente 20 quilômetros, foi um protesto contra o cancelamento da construção de uma ciclovia.

Para lembrar a data, os ciclistas dividiram espaço com os veículos na Estrada Parque Taguatinga (EPTG), uma das vias de maior movimento no DF. Eles foram pedalando do Guará, cidade próxima a Brasília, ao Eixo Monumental, no centro da capital.

“Eu vou de Águas Claras para o Plano Piloto de bicicleta diariamente. Apesar de ter experiência, acho que uma ciclovia faz falta. É uma via expressa, então, fica difícil dividir o espaço com os carros”, avalia o servidor público Uirá Lourenço.

O engenheiro Rafael Andrade acredita que, além da implantação de ciclovias, é necessário que os motoristas se conscientizem. “Mudando isso, seria mais fácil difundir a bicicleta como meio de transporte das pessoas”, avalia.

Atualmente, o DF tem 160 quilômetros de ciclovias. Até o fim do ano, o Departamento de Estradas de Rodagem deve concluir 300 quilômetros de faixas exclusivas para ciclistas. A ideia é dobrar este número nos próximos anos. O GDF anunciou um investimento de R$ 55 milhões para a construção de ciclovias.

Neste Dia Mundial sem Carro, o metrô do DF também pode ser uma saída. Os trens irão funcionar de graça nesta quarta-feira, com a catraca livre em todas as estações. Mas o metrô atende menos da metade da população do DF.

Quem está preocupado com os congestionamentos e com a poluição, reclama também da péssima qualidade do sistema de transporte coletivo.

“Hoje, para se deslocar da Asa Norte até uma faculdade da Asa Sul, de carro, eu gasto 20 minutos. De transporte público, eu demoraria mais de uma hora. Desse jeito não tem como”
, constata o aposentado Oriva Campos.

Anúncios

Uma consideração sobre “Dia Mundial sem Carro 2010”

  1. Para dias assim precisamos de infra-estrutura e podemos ter. No entanto, certos caprichos impedem, por exemplo, a construção da quadra 500 do sudoeste, irá nos trazer esses benefícios, portanto, precisamos apoiar.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s