Arquivo da categoria: Eventos ambientais

Movimento Nossa Brasília discute cidades sustentáveis na UnB

Representantes da sociedade civil, de empresas, universidade e governo, cidadãs e cidadãos de Brasília, estão convidados a participar de uma tarde de palestras e debates sobre cidades sustentáveis neste sábado (16/5) na Universidade de Brasília (UnB). O evento ‘Diálogos Inspiradores sobre Nossa Brasília’ é organizado pelo Movimento Nossa Brasília e discutirá indicadores, educação cidadã, mobilização e comunicação por uma Brasília mais justa, democrática e sustentável.
A programação começa às 14 horas no Salão Central do Centro de Excelência em Turismo (CET) da UnB, com roda de conversa com Maurício Broinizi, coordenador da Secretaria Executiva do Movimento Nossa São Paulo, e Aldo Paviani, diretor de Estudos Urbanos e Ambientais da Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan-DF).

Às 15 horas serão realizadas outras rodas de conversa para discutir os Grupos de Trabalho de mobilidade urbana, resíduos sólidos, agricultura urbana e o Observatório da Criança e do Adolescente.

Nossa_Brasilia1
O evento será encerrado às 17 horas com show do Mestre Zé do Pife e as Juvelinas.

SERVIÇO

Diálogos Inspiradores sobre Nossa Brasília
Data: Sábado, 16 de maio
Horário: das 14 às 17 horas
Endereço: Centro de Excelência em Turismo da Universidade de Brasília (CET UnB) – Campus Universitário Darcy Ribeiro, Gleba A, Asa Norte, Brasília – DF

Outras informações:

Carol Ramalhete – (61) 9601-1109 movimentonossabrasilia@gmail.com
Jorge Cordeiro – (11) 98224-0309 comunicacao@inesc.com.br

Anúncios

Produção de sabão com óleo de cozinha mobiliza cidade do sertão

A iniciativa permite que comunidades carentes tenham mais uma fonte de renda e tem adesão de boa parte da população de Salgueiro

sabao-oleo-cozinha2Quem esteve presente à 11ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que aconteceu na semana passada (13 a 19/10), no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade, em Brasília (DF), pode conhecer um projeto desenvolvido por alunos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano na cidade de Salgueiro, em Pernambuco: a produção de sabão de corte com o aproveitamento do óleo usado na cozinha.

A fábrica de pastel local doa a maior parte do óleo, e o sabão produzido é enviado gratuitamente a casas de idosos, creches e abrigos. Em média, o instituto produz 120 barras de sabão por semana. Além disso, a instituição ensina moradores de comunidades carentes a produzir o sabão em barra.

“Adotamos uma fórmula simples, que leva somente o óleo reciclado, hidróxido de sódio – que é a soda cáustica – e um pouco de essência”,disse Geraldo Júnior. O professor estima que, com essa receita, as pessoas conseguem fazer uma barra de sabão em aproximadamente 40 minutos.

Para ele, além do papel social, a experiência testada em Salgueiro evita a poluição e traz ganho ambiental considerável onde é aplicada. “O óleo [de cozinha] é extremamente poluente”, disse o professor. Segundo ele, um litro de óleo contamina 1 milhão de litros de água, mas, “na transformação química para o sabão, torna-se um sal. Esse sal, quando diluído em água, é absorvido pela natureza. Ele se torna biodegradável”.

sabao-oleo-cozinha

Responsável por uma casa de acolhimento para crianças que recebe semanalmente sabão do instituto, informou que as doações do projeto contribuíram para reduzir o gasto mensal do abrigo com produtos de limpeza. “Crianças sempre sujam muita roupa. Nós gastávamos muito com a compra de sabão. A ajuda do projeto foi boa para o nosso orçamento”, afirmou.

O abrigo recebeu também uma oficina na qual as famílias das crianças ali atendidas aprendem a produzir sabão em barra. Segundo Silvana, o curso aproximou mães e filhos. “Com isso, conseguimos reunir mães que passam tempos sem ver suas crianças. Essa iniciativa gerou um vínculo com as famílias e com as mães cuidadoras também.”

Os responsáveis pelo projeto esperam expandir a ideia para outras cidades. O interessados em participar do projeto podem entrar em contato com o Campus Salgueiro do Instituto Federal do Sertão Pernambucano pelo telefone (87) 3421-0050.

fonte: Agência Brasil

Versão itinerante da Mostra de Cinema Ambiental em São Paulo

Os filmes foram divididos nos temas: povos e lugares, campo, cidades, economia e energia

ecofalante-cinema-ambiental

Uma boa dica para quem está em São Paulo!

Começou nesta terça-feira (21/10), na capital paulista, a versão itinerante da terceira edição da Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental. Serão exibidos 28 filmes que foram selecionados a partir da mostra oficial ocorrida em março deste ano. O festival reúne produções brasileiras e internacionais que abordam questões socioambientais. Além de São Paulo, mais 16 cidades do interior e do litoral recebem sessões gratuitas e debates com especialistas. As exibições seguem até o dia 14 em oito unidades do Serviço Social do Comércio (Sesc).

Os filmes foram divididos nos temas: povos e lugares, campo, cidades, economia e energia. Uma das atrações, na categoria economia, é a produção americana Blackfish – Fúria Animal, dirigida por Gabriela Cowperthwaite. O roteiro aborda a história da baleia Tilikum, a principal atração do parque temático SeaWorld, em Orlando, nos Estados Unidos, responsável pela morte de três pessoas. O documentário exibe imagem fortes e entrevistas que propõem ao espectador pensar a relação com a natureza.

Também entre os destaques está o dinamarquês Escala Humana, de Andreas Dalsgaard. O documentário mostra o estudo do arquiteto e professor Jan Gehl, que registrou, ao longo de 40 anos, como as cidades modernas repelem a interação humana. O trabalho argumenta que é possível construir cidades que levem em consideração as necessidades de inclusão e intimidade do ser humano.

Nesta edição, além da exibição de mais de 60 filmes de 30 países, a mostra premiou realizadores latino-americanos, sendo um escolhido pelo público e outro pelo júri. Os vencedores também estarão na mostra itinerante. O escolhido dos jurados para o título de Melhor Filme foi o argentino Deserto Verde, de Ulises de la Orden, que discute o uso de agrotóxicos. O público, por sua vez, elegeu o longa-metragem brasileiro Amazônia Desconhecida, de Daniel Augusto e Eduardo Rajabally, que aborda os conflitos da região amazônica.

Crianças, estudantes universitários e educadores também terão espaço no festival. Haverá sessões especiais para escolas e um circuito universitário, onde serão feitos debates com realizadores. Nas cidades de Bragança Paulista, Santos, Sorocaba e Cubatão, a Ecofalante vai promover ainda atividades de formação para educadores sobre o uso de filmes como material didático e atividades relacionadas à gestão de resíduos sólidos.

A mostra é uma iniciativa da organização não governamental (ONG) Ecofalante, um coletivo formado em 2003 por educadores, comunicadores e cineastas.

Fonte: Agência Brasil

VIII Encontro e Feira dos Povos do Cerrado

O evento, que começa hoje (05/06), em Brasília e vai até domingo (08/06), acontece no Complexo Cultural Funarte, no Eixo Monumental, e deve reunir pelo menos 700 representantes de comunidades tradicionais, indígenas, quilombolas, geraizeiros, vazanteiros, quebradeiras de coco e agricultores familiares.

Os participantes tem a oportunidade de trocar experiências que resultem na conservação do bioma e na promoção de meios de vida sustentáveis; na valorização das tradições culturais dos seus povos; na discussão e formulação de posições políticas conjuntas; e na divulgação pública dos problemas socioambientais que afetam a região, como também das alternativas existentes para o uso sustentável de sua biodiversidade. Além de lideranças de várias áreas onde há Cerrado (Distrito Federal, Goiás, Tocantins, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Mato Grosso, Piauí, São Paulo e Bahia), haverá, também, a participação de especialistas, gestores públicos, e representantes de organizações da sociedade civil, da academia e de institutos de pesquisa.

 

Dia Mundial da Biodiversidade e a proteção da fauna brasileira

As Nações Unidas (ONU), comemoram, neste 22 de maio, o Dia Internacional da Biodiversidade, que tem como tema a proteção da fauna brasileira. A data foi instituída em 1992 pela Organização das Nações Unidas (ONU) para conscientizar as pessoas sobre a necessidade de se conservar e proteger a diversidade de vida no planeta. Nesta data, foi aprovado o texto final da Convenção da Diversidade Biológica (CDB), assinado dias depois pelo Brasil e vários outros países durante a Rio-92, Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento, conhecida também como Eco-92 ou Cúpula da Terra.

biodiversidade

Atualmente, existem no Brasil mais de 120 mil espécies de animais e 40 mil de plantas. Entre os vertebrados, são 713 espécies de mamíferos, 1.900 de aves, 738 de répteis, 934 de anfíbios, 4.774 de peixes e outras 100 mil de animais invertebrados e o ICMBio é o órgão do Governo Federal responsável por cuidar da biodiversidade no Brasil.

Continuar lendo Dia Mundial da Biodiversidade e a proteção da fauna brasileira

XI SEMINÁRIO NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS – Chamada de Trabalhos Técnicos

ABES-Seminario

A Associação Nacional de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES), seção Distrito Federal, anuncia a abertura da chamada de inscrições de trabalhos técnicos para o XI Seminário Nacional de Resíduos Sólidos, que ocorre entre os dias 6 e 8 de agosto de 2014, na Fiocruz-Brasília, no campus da Universidade de Brasília.

O prazo para inscrições vai até às 23h30 do dia 30 de Abril de 2014, exclusivamente por meio do site www.abes-dn.org.br onde poderão ser consultados os demais detalhes e instruções para participação.

Os trabalhos técnicos deverão ser inéditos, nacional e internacionalmente, e representar uma contribuição real ao desenvolvimento do componente do Saneamento Básico e Ambiental: Gestão dos Resíduos Sólidos, compreendendo o seguinte temário:

I. Gestão e gerenciamento de resíduos sólidos

II. Tecnologias e rotas de tratamento dos resíduos sólidos urbanos,

III. Implantação de Aterros Sanitários e encerramento de lixões,

IV. Participação social, regulação e financiamento,

V . Coleta seletiva (logística reversa e a participação das associações e cooperativas de catadores).

A Comissão de Avaliação divulgará, no dia 12 de junho de 2014, os trabalhos selecionados para apresentação oral e por meio de poster, que também farão parte dos Anais do evento.

Siga, curta e compartilhe!

Facebook e Twitter

Coordenador de Gestão Ambiental é convidado para Seminário de Tecnologias Limpas

O Coordenador do Curso de Gestão Ambiental, das Faculdades ICESP/Promove, professor Bernardo Verano, foi convidado a participar do Seminário de Tecnologias Limpas, que aconteceu no auditório da CNI em Brasília, por ocasião da visita do Ministro do Meio Ambiente da Finlândia, Ville Niinistö, ao Brasil.

cleantech-finland

O objetivo da visita foi identificar possibilidades de cooperação mútua na área de tecnologias limpas, visando aumento significativo de comércio e investimentos bilaterais, assim como intercâmbios acadêmicos.

Continuar lendo Coordenador de Gestão Ambiental é convidado para Seminário de Tecnologias Limpas

Hora do Planeta 2014 – O que é e resultados

banner_300x300_animado

 

E você, aderiu à Hora do Planeta 2014?

Veja aqui e aqui galerias com as fotos de grandes monumentos e lugares interessantes que participaram.

A Hora do Planeta é um movimento global que une as pessoas para proteger o planeta. No final de março de cada ano, a Hora do Planeta reúne comunidades de todo o mundo que celebram um compromisso com o planeta, desligando luzes por uma hora designada.

Qual a importância disso?

A Hora do Planeta tem como objetivo incentivar uma comunidade global interconectada para compartilhar as oportunidades e os desafios da criação de um mundo sustentável. A Hora do Planeta incentiva pessoas, empresas e governos para mostrar liderança em soluções ambientais através de suas ações, usando a Hora do Planeta como uma plataforma para mostrar ao mundo o que eles estão tomando medidas para reduzir seu impacto ambiental. A Hora do Planeta pede a todos para terem responsabilidade pessoal por seu impacto sobre o planeta e fazer mudanças comportamentais para facilitar um estilo de vida sustentável. Dar o primeiro passo é tão fácil como desligar as luzes. Desligando suas luzes na Hora do Planeta você está reconhecendo e celebrando o seu compromisso de fazer algo mais para o planeta que vai além da hora.

Saiba mais aqui.

Fonte: WWF

Artigo de equipe de Gestão Ambiental é pauta em Congresso Internacional de Meio ambiente

Gestão Ambiental se destaca com publicações e participação em congressos.

congresso

Por Wallinson Leandro – ASCOM ICESP Promove Brasília

O 4º Congresso Internacional de Tecnologia para o Meio Ambiente terá como uma das pautas o artigo dos professores Bernardo Verano, Eliezé Carvalho e a acadêmica Raquel Sena, de Gestão Ambiental, do Icesp Promove de Brasília. A equipe pesquisou o descarte inadequado dos Resíduos Sólidos de Construção e Demolição em calçadas e terrenos baldios.

O evento, patrocinado por grandes marcas nacionais como a Gerdau, BAESA, CORSAN e CPFL Renováveis e conta com apoio do SEBRAE NACIONAL, tem o objetivo de debater sobre o cenário mundial e a realidade brasileira, promovendo discussões sobre temas relacionados às energias renováveis. Trata de um assunto polêmico e de grande importância, tendo em vista a previsão de crescimento do Brasil. O congresso será realizado, em Bento Gonçalves de 23 a 25 de abril de 2014.

“É uma ótima oportunidade, para o curso de Gestão Ambiental, apresentar resultados de trabalhos e artigos elaborados por seus professores e alunos de graduação e pós em cenário nacional, levando o nome ICESP Promove de Brasília aos grandes eventos nacionais e internacionais, mantendo o padrão de excelência em eventos acadêmicos, que vêm sendo desenvolvido desde 2013, onde tivemos cinco trabalhos apresentados no Congresso Nacional de Gestão Ambiental e um artigo apresentado no I Congresso Internacional de Biologia com o tema Água e Diversidade”, diz Bernardo.

Em 2014, o curso de Gestão Ambiental já demonstrou sua excelência nas pesquisas, tendo um Trabalho de Conclusão de Curso adaptado e apresentado como Projeto de Lei na Câmara de Deputados sobre a Logística Reversa de medicamentos e agora a aprovação do trabalho Resíduos Sólidos de Construção Civil e Demolição no Distrito Federal aprovado para o 4º congresso internacional das tecnologias ambientais.

“É importante um curso como o nosso, um dos pioneiros em Gestão Ambiental, iniciar essa nova etapa da jornada, onde alunos e professores têm participação efetiva na área de congressos e publicações, pois o material por aqui produzido é de grande qualidade e pode sim contribuir para difundir a Gestão Ambiental como instrumento da sociedade levando o nome de nossa instituição aos grandes eventos acadêmicos da área” diz o coordenador do curso, professor Bernardo Verano.

O artigo mostra os problemas do descarte inadequado de resíduos, que perturba a população, causando danos ao meio ambiente e alterando a paisagem local. A relevância da pesquisa se dá pela atualidade do tema e a possibilidade de análise dos impactos gerados na região do Distrito Federal, possibilitando o acesso à informação sobre o assunto.

O Verde Capital parabeniza aos autores do artigo e deseja sucesso na apresentação no Congresso.

Para saber mais clique aqui.

VIII Turma de Pós em Perícia e Gestão Ambiental ICESP

icesp_promove

As faculdades ICESP/PROMOVE estão com as inscrições abertas para a VIII turma de Pós em Gestão e Perícia Ambiental que inicia suas aulas em maio de 2013, no Campus Guará. Ainda é possível realizar matrícula!!!

As aulas são sempre as terças e quintas-feiras de 19h30 até 22h55.

O curso possui quatro módulos (Identificação da poluição, Tecnologias de Controle da Poluição, Perícia Ambiental e Sistemas de Gestão Ambiental) distribuidos em 450 hs entre presencial, distância e saídas de campo.

As matrículas devem ser realizadas na secretaria geral da faculdade.

O processo de seleção conta com inscrição, análise de currículo e entrevista com a coordenação do curso.

Não deixem a oportunidade passar!!!

Informações:

email: coord.gestaoambiental@unicesp.edu.br

Tel: (61) 3035-9500

Mais informações aqui.

Leiam abaixo um artigo sobre o curso publicado no Jornal de Brasília. Clique e saiba mais sobre essa oportunidade.

Perícia_Ambiental_pdf