Arquivo da categoria: Notícias

As Mudanças Climáticas e o Brasil na COP 23

A maior reunião sobre o clima em 2017 está sendo presidida pelas Ilhas Fiji, que correm o risco de desaparecerem com aumento do nível do mar, e com a presença de mais de 200 países.

Essa reunião é emblemática pois conta com a adesão, acreditem se quiserem, da Síria nos acordos climáticos e no imenso recuo dos EUA em relação ao acordo de Paris (2015).

Fora isso tudo o Brasil vem sendo extremamente criticado pela postura adotada por governos anteriores e o não cumprimento das metas, auto impostas sobre emissão de gás carbônico, por meio de políticas públicas pouco eficientes. Outro ponto de crítica nesses dias de encontro é a flexibilização das leis ambientais na ultima década e a postura atual do governo federal em atender a bancada ruralista e interesses de mineradoras.

Essas são as críticas que ocorrem na COP 23 em relação ao Brasil.

Vale refletir e ver quais serão as recomendações para o nosso país após essa reunião.

 

 

Anúncios

Aterro sanitário de samambaia não resolve o problema

O portal de notícias Fato on Line (fatoonline) publicou entrevista com o professor Bernardo Verano sobre o aterro sanitário do Distrito Federal na Samambaia.

bernardo-verano

Leia aqui a matéria completa.

 

 

 

 

São Paulo sedia pela primeira vez o World Summit Youth Awards 2015

Evento da ONU chega ao Brasil em parceria com a ProjectHub e premia projetos digitais de jovens que trazem soluções inovadoras para problemas globais 

São Paulo, junho de 2015 – A cidade de São Paulo sedia pela primeira vez, nos dias 15, 16 e 17 de junho, oWorld Summit Youth Award 2015 (WSYA). Em sua sétima edição, o evento mundial da ONU, que premia projetos digitais com impacto social, chega ao Brasil em parceria com a ProjectHub, rede para empreendedores da economia criativa, responsável também pelo Prêmio Brasil Criativo.

No dia 15 de junho, acontece a abertura do WSYA, no auditório do MASP. Além disso, palestras com profissionais renomados promovem uma troca de experiências sobre empreendedorismo digital e negócios sociais nos dias 16 e 17, no Red Bull Station. Também no dia 17, uma festa no Memorial da Integração anuncia os projetos premiados deste ano e marca o encerramento do evento. Jovens interessados em melhorar o mundo, compartilhar informações ou conhecer mais o tema, podem se inscrever para a abertura, palestras e encerramento (mais informações no serviço).

O WSYA tem apoio do Engajamundo e do Red Bull Station.

WSYA_logo2008_leftSobre o prêmio
O World Summit Youth Award é um concurso mundial de inovação para empreendedores sociais e digitais ligados à área de Tecnologia da Informação e Comunicação. O objetivo é incentivar jovens engajados a propor soluções inovadoras para problemas globais relacionados às Metas de Desenvolvimento do Milênio das Nações Unidas. Os ganhadores desta edição serão anunciados no dia 17 de junho, em uma grande celebração no Memorial da Integração.


e-power_cd_140117O prêmio reconhece projetos com potencial de impacto nas metas da ONU em seis diferentes categorias: luta contra a pobreza, fome e doença; educação para todos; empoderamento das mulheres; valorização da cultura local; meio ambiente e sustentabilidade; e busca da verdade.

Cada categoria tem três finalistas, selecionados por um júri técnico, e um projeto vencedor. Todos os trabalhos inscritos foram iniciados e executados por pessoas com até 30 anos de idade, nascidos em países membros da ONU e da UNESCO. Para saber mais sobre o regulamento, acesse: http://www.youthaward.org/content/contest_rules

“O WSYA é um incentivo importante aos produtores de conteúdo eletrônicos em todo o mundo. Ele gera reconhecimento do mais alto nível para um grupo de profissionais multimídia que, uma vez motivados e orientados para o futuro, podem contribuir significativamente para o desenvolvimento de uma sociedade da informação de qualidade. Além disso, o prêmio gera visibilidade aos projetos e fomenta o engajamento de jovens empreendedores em ações que tenham a criatividade como estratégia de transformação”, explica Lucas Foster, fundador da ProjectHub.

Lançado em todos os países membros das Nações Unidas e UNESCO, por meio da rede WORLD SUMMIT AWARD (WSA), da aliança mundial das Nações Unidas para a Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), o WSYA tem o apoio das organizações internacionais e agências governamentais, setor privado, investidores, organizações não governamentais, associações de jovens, formadores de opinião e academias. É uma atividade com acompanhamento da UN World Summit for Information Society (WSIS).

11096688_1010480172304233_1716264695966727537_nO intuito do WSYA é selecionar e premiar as melhores iniciativas de conteúdo digital do mundo, de maneira a aproximar as metas da Cúpula Mundial sobre a Sociedade da Informação (WSIS) da sociedade civil; contribuir para a construção de uma sociedade do conhecimento e promovê-lo em âmbito global, regional e local. O programa já aconteceu em países como Tunísia, Estados Unidos, Canadá, México, Áustria e Sri Lanka.

“Há uma demanda emergencial para fortalecimento da Sociedade da Informação interconectada. O potencial produtivo de jovens desenvolvedores de TI gera um novo impulso para investimentos em novos negócios, além de um real incremento do empreendedorismo social como alavancagem do desenvolvimento sustentável das comunidades”, explica Peter Bruck, Chairman da WSYA e presidente honorário da International Center of New Media (ICNM), uma organização austríaca sem fins lucrativos.

Mais informações em:
www.youthaward.org
www.facebook.com/youthaward

Sobre a ProjectHub
A ProjectHub é uma rede global que conecta empreendedores criativos com investidores de impacto comprometidos com a experiência de vida das pessoas. Com mais de 2 milhões de reais viabilizados para projetos criativos, a ProjectHub já conectou investidores como Google e 3M com empreendedores criativos e transformadores. www.projecthub.com.br

Serviço

Abertura do 7º World Summit Youth Award 2015 @ Grande Auditório do MASP
Data: 15 de junho, segunda-feira, das 19h às 23h
Endereço: Avenida Paulista, 1578 – Cerqueira César, São Paulo – SP
Participação com inscrição pelo link: https://www.eventbrite.co.uk/e/world-summit-youth-award-winners-festival-2015-opening-tickets-17167926731

Conferência internacional do WSYA 2015 @ Red Bull Station
Dias 16 e 17 de junho, terça e quarta-feira, das 9h30 às 18h30
Endereço: Praça da Bandeira, 137 – Bela Vista, São Paulo
Participação nos dias 16 e 17 com inscrição pelo e-mail: wsya@icnm.net
Para ver a programação de palestras, acesse: http://events.youthaward.org/content/agenda-86920121213

Anúncio dos projetos premiados e encerramento do WSYA 2015 @ Memorial da Integração
Dia 17 de junho, das 19h às 22h
Endereço: Av. Auro Soares de Moura Andrade, 564 – Portão 10 – Barra Funda – SP
Participação com inscrição pelo link: https://www.eventbrite.co.uk/e/world-summit-youth-award
ceremony-and-gala-2015-tickets-17172563600

Fonte: Assessoria de Imprensa

Conheça as medidas sustentáveis para os Jogos Olímpicos de 2016

Louis Vega, vice-presidente de operações olímpicas da Dow Chemical (empresa parceira do evento), fala sobre as medidas sustentáveis para o evento olímpico no Rio em 2016.  O executivo vai coordenar a neutralização de emissões de CO2 durante a preparação e a execução dos jogos.

A entrevista foi concedida ao repórter Cláudio Nogueira, do jornal O Globo, e publicada nesta segunda-feira, 03/11/2014.

louis vega

Conte algo que não sei.

Uma das maiores emissões de carbono é produzida com o desperdício de comida. Para muitas pessoas, uma embalagem pode ser só um plástico filme, mas o plástico filme tem que ter uma tecnologia que garanta o cuidado para que se produza menos lixo orgânico.

Seu projeto prevê mitigar 500 mil toneladas de CO2 emitidas na Rio 2016. Os Jogos são um perigo real para o clima?

Um evento olímpico tem três pilares: esporte, cultura e meio ambiente. A economia se movimenta e aumenta a pegada de gás carbônico, que, emitido em excesso, é risco potencial para o aquecimento global.

Que atividades são mais impactantes numa olimpíada?

São três classes de emissão: a construção da infraestrutura, como rodovias, aeroportos; a operação, que conta o consumo de energia nas transmissões de TV e a iluminação dos locais; e o transporte dos participantes.

Qual a diferença desta proposta para a compra de créditos de carbono?

São projetos que se baseiam na substituição de tecnologias, que aumenta a eficiência energética na construção civil e em infraestrutura, ou ajudando os agricultores a desenvolver práticas voltadas para a produtividade e reduzir as emissões.

Como foi nos Jogos Olímpicos de Inverno em Sochi?

Foi um grande sucesso. Conseguimos mitigar totalmente a emissão de gás carbônico antes do início do verão russo. A Rússia aplicou novas tecnologias de eficiência energética e baixa emissão nas obras e nas áreas agrícola e industrial, como nos materiais de selagem, pintura e isolamento. Foi a primeira vez que a pegada de carbono na organização dos jogos foi totalmente neutralizada. E a população se engajou, comprou a ideia e foi decisiva.

Sochi e Rio são diferentes…

A diferença é o clima. Em uma cidade tentamos manter o calor do lado de dentro e o frio lá fora. Na outra, tentamos deixar o calor lá fora e manter fresco do lado de dentro. De qualquer modo, para reduzir a quantidade de emissões, é preciso produzir menos carbono.

Na prática, como será feito?

Temos exemplos na construção civil como o uso de aditivos de cimento e tintas. Quando se usa resina acrílica para criar uma tinta, se o revestimento é mais resistente, é preciso pintar com menos frequência. Desenvolvemos um isolante de poliuretano que em prédios comerciais com ar-condicionado produz isolamento térmico das paredes e reduz o consumo.

Parece complexo…

A introdução de um novo mercado, levar as pessoas a entender que elas podem mitigar, compensar as emissões com ações que elas mesmas podem implantar, é mais uma lição, um aprendizado.

Como a população carioca pode ajudar a organização?

Nossa meta é engajar ao menos 500 mil pessoas no debate sobre as mudanças no clima, além de programas nas escolas e redes sociais. Entender a importância de rotinas simples, como apagar as luzes.

Simples assim?

E também desligar computadores, consumir produtos com certificação de origem etc. Cada gesto individual é um grande passo. Mas mudanças de comportamento que produzam soluções de longo prazo são muito melhores, obviamente, do que uma ação apenas.

2000px-Olympia_2016_-_Rio_(2).svg

Fonte: O Globo | Foto Ana Branco / Agencia O Globo

Lixão da Estrutural – Brasília

O Correio Braziliense de hoje também publicou uma matéria sobre o lixão da Estrutural, local mais que condenado por quem atua na defesa do meio ambiente. São vários os motivos: descarte errado, insalubridade, degradações ambientais, risco de vida para os catadores, entre outros vários erros. Veja na matéria o drama diário que os catadores vivem ali naquele local. O fechamento, acreditamos e esperamos, está próximo. Essa é uma novela que está em cartaz há muitos anos. Muitas mortes já ocorreram no local. O novo aterro ainda não está pronto. Mas enquanto a desativação não acontece, o que o governo faz para minimizar os impactos sociais e ambientais?

lixao-comunidade

Equipe Verde Capital

Correio Braziliense >> 28/04/2014

As vítimas do lixão
Mortes e mutilações são frequentes no depósito de resíduos da Estrutural, onde catadores se arriscam diariamente ao recolher material reciclável. Quem sobrevive aos acidentes reclama da falta de amparo e de assistência por parte do governo

» THALITA LINS
Publicação: 28/04/2014

lixao-CB

Logo que um caminhão de coleta despeja resíduos no Lixão da Estrutural, um aglomerado de pessoas se forma atrás do veículo. Assim que o material vindo de todo o Distrito Federal é largado no chão, mulheres, homens e crianças travam uma briga para recolher garrafas plásticas, latas de alumínio, sucatas e até comida. A cena se repete ao longo do dia na área, aberta 24 horas aos catadores. Além das condições precárias de trabalho, eles assistem a tragédias ou as protagonizam .

Continuar lendo Lixão da Estrutural – Brasília

Voluntários recolhem lixo na Água Mineral

LIMPEZA

O Correio Braziliense de hoje (28) trouxe uma matéria sobre ação voluntária que reproduzimos aqui na íntegra. Os próprios frequentadores de um dos locais de bela  natureza mais frequentados pelos brasilienses arregaçaram as mangas e limparam o parque. E você ainda acha que não há nada que esteja ao seu alcance para ajudar o meio ambiente? Pequenas ações como essa, multiplicadas pela cidade, pelo país, pelo mundo, podem fazer milagres pelo nosso planeta. O Verde Capital acredita nisso e por isso divulga e apoia toda ideia semelhante.

Se você desenvolve alguma ação desse tipo, mande para a gente!

Equipe Verde Capital.

SUSTENTABILIDADE » CORREIO BRAZILIENSE »  28/04/2014

Mutirão de limpeza na Água Mineral
Cerca de 30 voluntários recolheram 17 sacos de lixo na área de lazer. Grupo pretende conscientizar frequentadores sobre a importância de preservar o local

» FLÁVIA MAIA
Publicação: 28/04/2014

mutirao

Em vez de esperar, agir. Foi com esse lema que um grupo de frequentadores da Água Mineral resolveu arregaçar as mangas e limpar a sujeira deixada pelos visitantes na manhã de ontem. Em duas horas, cerca de 30 voluntários usando camisetas com os dizeres “Leve seu lixo para casa” encheram 17 sacos pretos de 15 litros de volume. Durante a operação, eles encontraram todos os tipos de lixo e em diferentes estados de decomposição: garrafas pet, camisinhas, toco de cigarro, fralda, latas alumínio. Até uma sandália de borracha e um pneu velho foram retirados do parque.

Continuar lendo Voluntários recolhem lixo na Água Mineral

Primeira “Zona Verde” permanente é inaugurada em SP

Espaço que substitui vagas de carros por áreas de convivência será permanente e fará parte do projeto urbanístico da cidade

zona-verde5

Foi inaugurada hoje em São Paulo a primeira “Zona Verde” permanente da cidade. O espaço de convivência com plantas, bancos e mesinhas foi construído em uma área que antes delimitava duas vagas de carro e fica na esquina da Avenida Paulista com a Rua Padre João Manuel.

Continuar lendo Primeira “Zona Verde” permanente é inaugurada em SP

Parque Ezechias Heringer no DFTV

Parceiros do DF, da TV Globo, mostrou no DFTV, do dia 18 de fevereiro, a importância do Parque Ecológico Ezechias Heringer, o Parque do Guará.

http://g1.globo.com/videos/distrito-federal/dftv-1edicao/t/edicoes/v/parque-do-guara-preserva-especies-do-cerrado/3156031/

Continuar lendo Parque Ezechias Heringer no DFTV

Dicas de Turismo no DF e região

As férias estão chegando! Mesmo fazendo um friozinho, as cachoeiras são uma ótima pedida para momentos de descanso e lazer com a família e de aventura com os amigos. O Verde Capital preparou um roteiro bem verdinho e cheio de muitas vibrações positivas para você curtir sozinho ou acompanhado. Confira!

Usando um mapa, bússola, cantil, não esquecendo de passar bastante filtro solar, um tênis confortável, a máquina fotográfica para levar boas imagens para casa e vestindo uma roupa bem confortável, você está preparado para aproveitar um final de semana ou mesmo dias ensolarados e cheios de diversão nos pontos de turismo ecológico do DF e regiões próximas.

Riachos, cachoeiras, rios, grutas, animais silvestres e a flora típica do cerrado estão mais perto do que você imagina: Brasília e as cidades do Entorno oferecem uma quantidade enorme de opções para quem procura o lazer e a natureza. Continuar lendo Dicas de Turismo no DF e região