Arquivo da tag: ADASA

II Feira de Tecnologias Limpas e Atitudes Verdes

De 3 a 5 de junho, evento reúne atrações culturais e informação ambiental
 
O lançamento da obra Acervo da Memória Ambiental: Catálogo de Publicações, elaborado pelo Núcleo de Acervo Técnico da Biblioteca do Cerrado, é um dos destaques da II Feira de Tecnologias Limpas e Atitudes Verdes que acontece de 3 a 5 de junho, no Parque da Cidade em comemoração à Semana do Meio Ambiente.
 
Com 72 páginas, o Catálogo reúne referências bibliográficas de publicações do Instituto Brasília Ambiental (IBRAM) e dos antigos órgãos de meio ambiente do DF, além de documentos que forneçam informações sobre o Distrito Federal nas áreas de meio ambiente e recursos hídricos. Relatórios técnicos, projetos de educação ambiental, livros, fascículos de periódicos e dissertações de mestrado são algumas das publicações que constam no Catálogo.
 
Lançado em 2008, o projeto Acervo da Memória Ambiental (AMA) tem como objetivo identificar, organizar e recuperar a produção técnico-cientifica dos órgãos de meio ambiente do DF, contribuindo assim para a reconstrução do acervo histórico ambiental e incentivando a produção intelectual no IBRAM. O lançamento do Catálogo – que terá tiragem inicial de mil exemplares – é apenas uma das ações previstas pelo AMA, que visa ainda a coleta de materiais fotográficos e audiovisuais, por exemplo.
 
Dividida em três espaços – institucional, lúdico e de tecnologias limpas e atitudes verdes -, a Feira contará também com atividades teatrais, musicais, de dança e competições recreativas. Com texto de Graciliano Ramos e coordenação da Diretoria de Educação Ambiental e Difusão de Tecnologias do IBRAM, o teatro de bonecos “A Terra dos Meninos Pelados” fará sua primeira apresentação durante o evento. O objetivo é levar o projeto para 40 escolas do DF até o final do ano.
 
Promovida pelo IBRAM, a II Feira de Tecnologias e Atitudes Verdes conta com o apoio da Agência Reguladora de Águas e Saneamento do Distrito Federal (Adasa), Companhia de Saneamento Básico do DF (Caesb), Fundação Jardim Zoológico de Brasília, Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater – DF), Serviço de Limpeza Urbana (SLU) e Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente (Seduma).
 
Iniciativas
 
Com 31 expositores, o Espaço das Tecnologias Limpas e Atitudes Verdes estará aberto das 9 às 17 horas, e apresentará iniciativas de diversas instituições na área ambiental. Universidade de Brasília, Secretaria de Cultura do DF e Centro de Medicina Alternativa do Hospital de Planaltina são alguns dos participantes que irão mostrar ações nas áreas de saúde, cultura, alimentação saudável, turismo verde, artesanato e educação. O GreenPeace, com uma exposição de bicicletas geradoras de energia elétrica, e a Pastoral da Criança também estão entre os expositores da Feira.
Veja a programação aqui.
Fonte: Ibram
Anúncios

Seminário Água e Cidadania com Leonardo Boff e Washington Novaes

O Instituto do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos – IBRAM, em parceria Movimento de Cidadania Pelas Águas, Adasa e Cet- Água, convida para o Seminário Água e Cidadania, Visões Múltiplas para um Recurso de Usos Múltiplos a ser realizado entre os dias 22 a 24 de março de 2010, na Universidade dos Correios.

O evento contará com a participação de Leonardo Boff e Washington Novaes que discutirão junto com várias outras personalidades a questão da água e suas diversas dimensões.

Na ocasião haverá a solenidade de posse das diretorias dos Comitês de Bacias Hidrográficas do DF e a entrega do Zoneamento do Lago Paranoá.

Veja abaixo a programação.

Mais informações e inscrições: www.ibram.df.gov.br

Participe!

 

Março: mês das águas e das mulheres

Olá ouvinte do Cultura Ambiental e leitor do Verde Capital! Este mês temos duas comemorações importantes: o Dia Internacional Da Mulher, 8 de março, e o Dia Mundial Da Água, em 22 de março.

Dizem que a água e a mulher têm natureza parecida, já que são uma expressão das emoções. Uma hora mansas e ternas, outra, furiosas e ameaçadoras… Também são fonte de vida e nascimento. Água e mulher tem sofrido nos últimos séculos. Poluição, rios mutilados no seu curso, mangues soterrados, matas ciliares dizimadas, plásticos, sofás velhos, tintas e resíduos químicos para uma. Desrespeito; falta de liberdade; salários mais baixos; dupla jornada de trabalho, para outra. As agressões à natureza caminharam de mãos dadas com as agressões ao princípio feminino neste planeta.

O cultura ambiental quer, juntamente com você, ouvinte, celebrar neste mês as águas e as mulheres. Somente intensificando nossa gentileza e cuidado com elas é que vamos construir a vida que queremos. Parabéns às mulheres de fibra e garra que batalham pelos seus direitos!

Em relação à água, às vésperas de completar 50 anos, brasília, que tem um lago artificialmente construído, já enfrenta problemas nessa área. O professor Bernardo Verano, coordenador do curso de Gestão Ambiental do Unicesp, falou um pouquinho sobre o assunto.

Professor Bernardo Verano: “O que vemos agora, 51 anos após sua formação, é que o lago Paranoá apresenta uma diversidade de problemas que têm reflexo direto na sua sustentabilidade e na qualidade de vida da população do distrito federal. A intensificação na ocupação demográfica nas bacias dos rios Paranoá, descoberto e São Bartolomeu, os desmatamentos constantes e a ocupação urbana desordenada de áreas sensíveis à erosão têm contribuído para a degradação do lago. Na semana que vem vamos falar um pouco mais sobre esse assunto.”

O cultura ambiental conversou com Alex Gonçalves dos Santos, que é diretor presidente da OSCIP Movimento de Cidadania Pelas Águas, responsável pela organização do seminário Água e Cidadania – Visões Múltiplas para um recurso de usos múltiplos que acontecerá entre os dias 22 e 24 de março na Universidade dos Correios, próxima à UnB.

Confira a entrevista!

O Cultura Ambiental e as Faculdades Integradas Unicesp/Soebras apoiam totalmente esse evento importante para o calendário de Brasília. É um dever de cada um de nós proteger e cuidar da nossa água, um bem cada vez mais escasso no planeta.

Informações sobre o Seminário Água e Cidadania

Considerando o possível cenário de escassez de água, decorrente do uso intensivo e de degradação dos recursos hídricos, e os conseqüentes conflitos de uso das águas do Lago Paranoá, o Governo do Distrito Federal realizará o Seminário “Água e Cidadania” como parte da Programação da Semana da Água de 2010.

O Seminário será realizado por intermédio do Instituto Brasília Ambiental – IBRAM e a Agência Reguladora de Água, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal – ADASA , em parceria com a Oscip Movimento de Cidadania pelas Águas e das Instituições que compõem o Centro de Estudo Transdisciplinar da Água / CET – Água e tem por objetivo principal promover a integração entre os diferentes atores presentes na bacia visando a melhoria do quadro atual, por intermédio do IBRAM em parceria com a Oscip Movimento de Cidadania pelas Águas e das Instituições que compõem o Centro de Estudo Transdisciplinar da Água / CET-Água.

O evento proposto contribuirá para consolidar um espaço próprio de debate e de desenvolvimento de estratégias para recuperação e preservação das águas da bacia, tendo como princípio básico os usos múltiplos do Lago Paranoá. Simultaneamente ao Seminário ocorrerá a solenidade de posse das Diretorias dos Comitês da Bacia Hidrográfica do Rio Paranoá, dos afluentes do Rio Preto e dos afluentes do rio Maranhão, que se constitui em grande oportunidade de mobilização social para gestão adequada dos mananciais.

(Fonte: Banco do Planeta, Movimento de Cidadania pelas Águas)